sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Noções básicas sobre a dengue e sua prevenção.

Como se dá a transmissão da Dengue e o que acontece no organismo quando se pega o vírus da dengue. Veja, também, como se faz a prevenção da doença.

by Roberto M.
A preocupação com surtos de dengue deve ser constante e todos devem se preocupar. A dengue não é uma doença sem importância, pois há casos que levam à morte.
Por isso, para colaborar com o Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo, vamos falar um pouco sobre o que é a dengue, quais seus sintomas e o que fazer para evitá-la.
A dengue é uma doença causada por um vírus integrante da família dos flavivírus e classificado como um arbovírus (vírus que é transmitido por insetos ou outros artrópodes).

O inseto que transmite o vírus da dengue é o Aedes aegypti, o famoso “mosquito da dengue”. Este vírus é transmitido de uma pessoa doente para uma pessoa sadia, pela picada do mosquito. Não existe transmissão direta entre pessoas.

É a fêmea do mosquito Aedes Aegypti que pica, pois ela precisa de sangue para desenvolver seus ovos. É um mosquito pequeno, que pica as pessoas normalmente durante o dia e não faz zumbido como o pernilongo.
Ela bota seus ovos nas paredes de recipientes com água limpa e parada. Nesses recipientes, o ovo vira larva, que se transforma em pupa e depois em mosquito, que vai reiniciar o ciclo.

O ciclo de transmissão do vírus da dengue é iniciado quando a fêmea do Aedes aegypti, ávida por sangue, pica uma pessoa infectada. O vírus que ela “suga” multipica-se em seu intestino médio, passa para outros orgãos e chega às glândulas salivares, de onde sairá para penetrar na corrente sanguínea da próxima vítima a ser picada.

Ao penetrar na corrente sanguínea de um indivíduo, o vírus passa a se multiplicar em alguns orgãos (baço, fígado e tecidos linfáticos), por um período chamado incubação. Em seguida volta a circular pela corrente sanguínea e logo ocorrem os primeiros sintomas.

Na corrente sanguínea , o vírus também se multiplica , atingindo a medula óssea e comprometendo a produção de plaquetas (elemento fundamental para a coagulação). Nessa multiplicação, são formadas algumas substâncias que agridem as paredes dos vasos sanguíneos e essa agressão faz com que haja perda de plasma.
Se essa perda plasmática for muito rápida, aliada à diminuição de plaquetas, podem ocorrer alguns graves disturbios, como hemorragia e queda da pressão arterial, sendo esse o quadro da tal dengue hemorrágica.

Leva de 3 a 15 dias para que a pessoa picada por um mosquito comece a apresentar sintomas. Os mais frequentes são: febre alta, dores de cabeça, dor nos olhos, dores nas juntas e nos músculos, manchas vermelhas pelo corpo, falta de apetite. Algumas vezes há sangramento da gengiva e do nariz. 
Ao apresentar esses sintomas, deve-se imediatamente procurar o Serviço Médico.
É importante beber muito líquido e manter-se em repouso. Não ingerir AAS(ácido acetil salicílico) ou anti-inflamatórios pois são substâncias anti-coagulantes. De maneira nenhuma tomar remédio sem orientação médica.

Para se evitar tudo isso e quebrar a cadeia dessa doença, a melhor maneira é evitar o nascimento do mosquito, já que não existem vacinas que combatam a contaminação. Para isso, é necessário eliminar os locais que eles usam para se reproduzir, ou seja, eliminar os locais de acúmulo de água limpa.

Para evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti devemos tomar algumas precauções muito simples: 

- Tirar a água dos vasos. Colocar areia grossa nos pratinhos.
- Manter as latas de lixo bem fechadas e os sacos bem amarrados.
- Não deixar água acumulada em recipientes, pneus velhos, latas, etc.
- Objetos que possam acumular água devem ser guardados em lugares cobertos.
- Garrafas e vasilhames devem ser guardados de boca para baixo e em lugares cobertos.
- Tampar bem potes e caixas d'água.
- Manter as calhas limpas para evitar acúmulo de água.
- Além de se jogar fora a água de um recipiente, é importante lavá-lo bem com água e sabão. 
Um ovo desse mosquito pode sobreviver até 450 dias mesmo em locais secos. Ao receber água novamente ele se ativa e chega à fase adulta em 2 ou 3 dias.

Não bastam somente as iniciativas governamentais, a população também tem que colaborar.

Acesse "Os tipos de Dengue e as variações de vírus que provocam a Dengue." e veja um complemento desta postagem que fala sobre os tipos de vírus que provocam dengue e sobre os tipos de dengue: clássica e hemorrágica.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...