quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Acne. Um distúrbio típico da adolescência.

No início da adolescência, a ativação dos hormônios sexuais aumentam a secreção das glândulas sebáceas, advindo daí os possíveis distúrbios da acne
acnecomumby Roberto M.
O que é acne? Por que ela aparece? Como tratá-la?
A maioria dos adolescentes é atingida pela acne, um tipo de afecção que, apesar de muito comum, ainda não foi contemplada, pela medicina, com um remédio eficiente.
Quando o adolescente chega à faixa dos 12 aos 15 anos de idade, seu organismo passa por expressivas transformações devidas à ativação dos hormônios sexuais

É exatamente nessa época, que começa a manifestar-se a acne (também conhecida por “espinha”)

É comum também, os portadores de acne se queixarem de problemas intestinais (digestão difícil ou prisão de ventre), o que leva a crer que os distúrbios intestinais parecem interferir no aparecimento da acne.

Quando as desordens intestinais forem oriundas de desequilíbrio da dieta alimentar, às vezes, o simples controle e a regularização dessa dieta é suficiente para aliviar os sintomas da acne.

Como a Acne se Manifesta

Antes do surgimento da acne, existe a ativação da secreção das glândulas sebáceas, no início da adolescência, devido ao aumento dos hormônios sexuais.
As glândulas sebáceas, que estão espalhadas por todo o corpo (exceto nas palmas das mãos e plantas dos pés) servem para proteger a epiderme. É por causa delas que a pele não resseca, nem sofre rachaduras, pois as substâncias sebáceas secretadas lubrificam a epiderme.

A secreção que as glândulas sebáceas produzem (o sebo) sai por canais que se situam junto aos folículos (local onde ficam as raízes dos pelos). É uma substância muito rica em gordura, que quando tem sua produção intensificada, deixa a pele gordurosa e brilhante.

Se o sebo ficar retido sob a epiderme, acabará por dilatar a abertura dos poros, deixando uma porta de entrada para micróbios oportunistas, que geralmente se encontram sobre a pele, se instalarem nos folículos dilatados e repletos de sebo.

É a partir do excesso de secreção sebácea, aliado ao acúmulo de células mortas no orifício do folículo, que se forma o comedão, uma espécie de “rolha de sebo" que veda a abertura do poro. O comedão é um ponto negro, saliente na pele, conhecido popularmente como “cravo”.

Se observado ao microscópio, observa-se no comedão a presença de bactérias (principalmente estafilococos) e fungos.

Aparecem então, as várias formas de acne:

 

1-Acne Papulosa:

É a mais comum das formas. O poro, obstruído pelo comedão, se inflama, os germes se multiplicam e o ponto fica inchado, saliente e circundado por um halo vermelho.
A acne papulosa é a mais comum das afecções de acne

 2-Acne Pustulosa:

A inflamação se intensifica, aparecendo pequenas pústulas amareladas, onde se acumulam pus e bactérias.
A acne pustulosa tem pústulas amareladas com pus e bactérias

 

3-Acne Tuberosa ou endurecida:

As pústulas rompem-se ou secam, formando crostas que ao cair deixam uma cicatriz, inicialmente rósea e depois branca.
Na acne tuberosa, as pústulas se rompem, formam cascas e cicatrizes

 

4-Acne Flegmonosa:

Formam-se verdadeiros abscessos na derme ou em camadas mais profundas da pele.
A acne flegmonosa forma ferimentos e abscessos na derme

Qual é o Tratamento

Geralmente, todo o processo da acne evolui sozinho para a cura. Entretanto, é um processo que pode ter aspectos psicológicos, além das cicatrizes que eventualmente deixa.

Por isso, deve-se consultar um médico especializado para escolher um tratamento adequado para que a evolução da acne seja detida.

São muitos os fatores que interferem na formação da acne, cada caso particular deve ser orientado de maneira específica, para eliminar ou corrigir os distúrbios que possam provocar ou agravar a doença. É necessário tratar as eventuais perturbações que trazem queda de resistência orgânica e que facilitam as infecções.

A dieta precisa ser bem orientada; é bom excluir as comidas gordurosas, os açúcares, frituras, mas não se deve chegar ao ponto de se fazer um regime com alimentação deficiente.
Em casos graves, com infecção intensa, o médico dermatologista poderá até administrar antibióticos.

Na maioria dos casos, o tratamento local ameniza ou mesmo resolve os problemas da acne.
Os tratamentos locais têm como objetivo principal dissolver a grande quantidade de sebo existente nos poros, além de obter uma discreta e contínua descamação da pele, e variam de acordo com a sensibilidade do paciente.

Os cremes gordurosos, evidentemente, não são aconselháveis, pois a acne está ligada exatamente ao excesso de gordura.

O banho de sol é um tratamento bastante eficaz para a acne, além de ser prático, e mais barato que qualquer outro.

Artigos Recomendados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...