segunda-feira, 19 de março de 2012

Crianças com 4 anos. Desenvolvimento infantil e o que é normal nessa idade.

Veja quais são, na média, as atitudes e os procedimentos normais para as crianças de quatro anos de idade. Oriente-se e descubra se o desenvolvimento do seu filho está ocorrendo dentro das expectativas.

Criança de 4 anos de idade. Características normais dessa faixa etária
by Roberto M.
É lógico que cada um é cada um e que existem variações nas atitudes de cada criança. Por isso, é sempre bom falar que, quando descrevemos os procedimentos e as atitudes de uma certa faixa etária, estamos, na realidade, descrevendo o que, na média, é normal nessa idade. Sempre existirão crianças se enquadrando um pouco além ou um pouco aquém dessa média.

Em outros artigos já falamos das crianças de 12 meses, de 18 meses, de 2 anos e de 3 anos. Hoje vamos falar do que é normal, na média, para uma criança de 4 anos de idade.
E não esquecer, o desenvolvimento da criança sempre deve ser acompanhado por um pediatra. As verificações especializadas rotineiras previnem problemas futuros.

Características Psicomotoras

1) Corre e raramente tropeça, domina a corrida;
2) Corre e pula num pé só;
3) Salta para frente. Tanto parado como durante uma corrida;
4) Desce escadas alternando os pés (padrão cruzado);
5) Equilibra-se num pé só por mais de 8 segundos;
6) Caminha sobre uma linha desenhada no chão;
7) Arremessa uma bola movimentando os cotovelos;
8) Recebe uma bola com os braços fletidos;
9) Já possui a mão preferida;
10) Tem noção tanto da dimensão vertical como da horizontal
11) Seleciona objetos pequenos com movimentos de pinça;
12) Coloca bolinhas dentro de um recipiente com rapidez;
13) Consegue traçar linhas entre duas paralelas espaçadas de 1 cm;
14) Coordena o movimento das mãos na escrita, mas ainda não apresenta movimentos adequados de pulso.
15) Ao desenhar uma pessoa, seu desenho consiste numa cabeça e duas linhas representando duas pernas. Algumas vezes a cabeça recebe um par de olhos.

Características Intelectuais

1) Emprega substantivos, adjetivos, advérbios, verbos no futuro, pronomes (principalmente “eu”) e o possessivo “seu”;
2) Emprega “como” e “por que?” menos insistentemente que aos 3 anos;
3) Usa orações completas, curtas e simples;
4) Usa sentenças com 5 palavras;
5) Reconhece objetos pela sua função;
6) Inicia abstrações e relações com os fatos;
7) É capaz de seguir duas ordens simples, em linguagem mais elaborada. Por exemplo: “Ponha suas meias e pegue seu carrinho vermelho”
8) Repete pequenas músicas e versos;
9) Discrimina sons pela intensidade;
10) Diz seu nome inteiro;
11) Responde perguntas que necessitam compreensão, exigindo conclusões lógicas;
12) Compreende 3 ordens concomitantes;
13) Compreende ordens complexas;
14) Compreende conversas;
15) Às vezes conta até 4, mas seu conceito numérico não vai além de 1, 2 e muitos;
16) Seu vocabulário já chega a cerca de 1500 palavras;
17) Consegue separar objetos quadrados, redondos, etc. É o início da classificação;
18) Copia uma cruz sem dificuldade;
19) Sua orientação temporal ainda é vaga (ideias de passado e futuro);
20) Gosta de descobrir novos caminhos para chegar a um mesmo local.
21) Em um passeio, começa a ir sozinha à frente dos pais (orientação espacial).

Características Sociais

1) Não consegue distinguir claramente fatos reais de fábulas;
2) Suas brincadeiras estão num nível construtivo;
3) Gosta de brincar com outra criança;
4) Ainda não está apto a manter contato ativo com grupo de crianças;
5) Não sabe ainda dividir coisas com outras crianças.

Características do Dia a Dia

1) Põe a mesa corretamente;
2) Usa o garfo apropriadamente;
3) Usa o guardanapo de modo adequado;
4) Despeja água da garrafa no copo, mas derrama o líquido;
5) Necessita de ajuda para tomar banho e enxugar-se;
6) Consegue pentear os cabelos com alguma ajuda;
7) Sabe escovar os dentes corretamente;
8) Lava as mãos e o rosto;
9) Distingue frente e costas das roupas;
10) Abotoas e desabotoa as roupas;
11) Calça sapatos.
Bibliografia: 1) Saúde da criança: acompanhamento do crescimento e desenvolvimento infantil / Brasília: Ministério da Saúde-2002
                     2) A criança em desenvolvimento – Helen Bee - Ed Artes Médicas – 9ª ed.- 2003

Artigos Recomendados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...