sexta-feira, 25 de maio de 2012

Obesidade e Índice de Massa Corpóreo

Calcular o Índice de Massa Corpóreo é uma das maneiras de reconhecimento da obesidade. A obesidade é fator de risco para várias doenças .

O Índice de massa corpóreo é um dos parâmetros para identificar a obesidade
by Roberto M.
O que é obesidade? Como saber se uma pessoa está obesa? O que é, e como se calcula, o índice de massa corpóreo?
Podemos afirmar sem medo de exagerar que, no mundo, grande parte da população morre por não ter o que comer e outra boa parte morre porque come demais.
Estamos cansados de saber que comer bem não é comer muito.

Comer bem é, antes de mais nada, ter uma dieta equilibrada, ou seja, ingerir quantidades adequadas de calorias e nutrientes necessários ao organismo.
Quando consumimos uma quantidade diária de calorias maior do que a quantidade de calorias que gastamos, sem dúvida, se essa situação persistir por algum tempo, a chance de engordarmos é muito grande.
Isso acontece porque o excesso de nutrientes é armazenado na forma de gordura. A pessoa obesa tem excesso de “peso” (massa) devido ao aumento de gordura do corpo.
Uma das maneiras de verificar se alguém está obeso, é calculando seu Índice de Massa Corpóreo (IMC).

O cálculo desse índice consiste em dividir o “peso” (massa) do indivíduo, em quilogramas, por sua altura, em metros, elevada ao quadrado.

IMC = Massa / Altura2

O normal é o IMC de uma pessoa ficar entre 20 e 25.
Valores acima desses parâmetros podem significar excesso de peso, mas são necessárias outras avaliações, como a medida da cintura, por exemplo.
Quando o índice estiver em 30 ou mais, já podemos considerar que a pessoa está obesa.

Entretanto, esses valores são relativos. Um atleta, por exemplo, pode apresentar índice de massa corpórea elevado sem estar obeso, pois terá músculos desenvolvidos que pesam mais do que gordura e uma pessoa sedentária, que não faz exercícios, poderá ter um índice normal e ter mais gordura do que deveria no corpo.

A obesidade pode ser provocada por vários fatores. Podemos listar os mais comuns: tendência hereditária, problemas glandulares, pouca atividade física, excesso de consumo de açúcar e gordura.

O maior problema é que a obesidade pode trazer sérias consequências ao indivíduo.
Estatísticas indicam que os obesos vivem, em média, menos que aqueles que têm “peso” normal.
Riscos de ataques cardíacos e hipertensão vão aumentando conforme aumenta a obesidade.

Quanto maior a obesidade, maior a chance de se desenvolver diabete, cálculo biliar, aterosclerose, problemas na coluna e nas articulações.

Artigos Recomendados:

Um comentário:

  1. A obesidade ocorre quando há um excesso de gordura corporal de 20%, comparado aos níveis desejáveis de peso e altura para cada sexo. A obesidade traz problemas para a área cardíaca, devido ao acúmulo de gordura no sangue.
    ótimo post, bastante esclarecedor

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...