sexta-feira, 24 de agosto de 2012

O Fumante passivo. Um inocente prejudicado pela insensatez alheia.

O Fumante passivo, apesar de não fumar consome a fumaça alheia e sofre suas consequências. Eles podem ter as mesmas doenças dos que fumam ativamente.

Fumante prejudicando crianças com sua fumaça. Elas se tornam fumantes passivas, independente de sua vontade.
by Roberto M.
Fumante passivo é um indivíduo, que apesar de não fumar, fica exposto à fumaça de cigarros de outras pessoas. Isso acontece em casa, no trabalho, no lazer e até às refeições.
Fumar, todo mundo sabe que faz mal, que o vício de fumar tem efeitos muito nocivos, mas ultimamente percebeu-se que os não fumantes estão tendo muitas das doenças que os fumantes costumam ter. Isso acontece exatamente por causa da exposição à fumaça do cigarro dos fumantes ativos.

A fumaça à qual o fumante passivo fica exposto é composta de vários gases e contém muitas partículas.
Nas partículas encontramos substâncias como nicotina, alcatrão e benzina. Entre os gases podemos citar monóxido de carbono, dióxido de carbono, cianeto de hidrogênio e amônia. Isso para resumir, pois na verdade a fumaça do cigarro é composta por mais de 4000 substâncias químicas, sendo que, comprovadamente, 69 destas são cancerígenas.

De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), aproximadamente dois bilhões de pessoas são vítimas do fumo passivo no mundo, sendo que 700 milhões são crianças, que sofrem com a maior incidência de bronquites, pneumonia e infecções de ouvido entre outras doenças.

As consequências para a saúde dos fumantes passivos serão tanto maiores quanto maior for o tempo que ficarem expostos à fumaça em locais fechados e com pouca ventilação. Dependendo da exposição que sofre, um fumante passivo pode chegar a consumir o equivalente a dez cigarros por dia.

Por isso, os problemas de saúde a que o fumante passivo está exposto são os mesmos a que os fumantes ativos se expõem. Desde o câncer de pulmão e da face, até doenças cardiovasculares, enfisemas pulmonares, infartos, AVC (acidente vascular cerebral) e outros.
Segundo a OMS, o fumo passivo é a terceira maior causa de morte evitável no mundo e a fumaça do cigarro, o principal agente poluidor de ambientes fechados.

Os fumantes ativos, pelo menos os que eu conheço, não têm um pingo de “si mancol” e nem respeito por aqueles que não fumam.
Soltam fumaça por aí sem a menor cerimônia e, às vezes, se dão ao “luxo” de se sentirem ofendidos com alguma represália.
Fontes: Instituto Nacional do Câncer e Organização Mundial de Saúde.
Imagens: FreeDigitalPhotos.net / cortesia de graur codrin e victor habbick.

Artigos Recomendados:

3 comentários:

  1. Bom, felizmente já melhorou bastante. Eu lembro que fui fumante passivo muitos anos, mas agora dificilmente alguém fuma perto de mim. O vício do cigarro tem diminúido e eu também tenho exercido meu direito de não ficar perto de quem fuma. Infelizmente, apesar disso, ainda somos fumantes passivos do ar polúido que respiramos!!! Afinal vivemos nas grandes cidades!!!u

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo Celso. Infelizmente o ser humano é refém de outros tipos de poluição como, industrias, carros, aviões, navios, trens, termoelétricas e queimadas. É o preço que se paga por sermos coniventes com os que poluem. Não agimos, só reclamamos da boca prá fora. Agora o que me deixa mais estarrecido com alguns fumantes, é a sua estupidez. É como se eles por um instinto suicida, procurassem uma forma de se matar, mas não tendo à coragem necessária, se lançam à fumar de forma estupida. Já perdemos na família num período de seis meses, um avô e uma avó, em função de terem passado 50 anos fumando. Quando nosso avô se viu tomado pelo câncer em seus pulmões, já era tarde. O assistimos agonizar de dor por quase um ano até seu falecimento. Cirurgia não adiantou mais, morfina muito menos. É uma cena muito triste, que não desejamos à ninguém. Nossa avó se foi seis meses depois, mas ela sempre dizia "Me tirem a água e a comida, mas não me tirem o cigarro". Hoje tenho uma outra tia, fumante inveterada, que tira sarro quando pedimos prá parar de fumar. Ela diz, "Que nada, ainda quero morrer e ser enterrada com dois cigarro na boca, um de cada lado". Por essas e outras experiências, sempre defendi à tese de que o cigarro não afeta apenas o corpo, mas principalmente a cabeça dos fumantes. Meu nome é Carlos Alberto Freitas Rosa, testemunha viva de que se o ser humano, alcançou alguma evolução, certamente, hoje, está à regredir.

      Excluir
  2. Sou fumante, e isso não acontece mais hoje em dia em locais públicos, as restrições são inúmeras. Sou um fumante convicto, fumo pouco mas fumo e não pretendo parar, pelo menos não a curto prazo, tampouco devo satisfações a ninguém e se alguém postar algum comentário tentando me ridicularizar, aviso que não dou a mínima e nem percam o seu tempo.
    Esse mimimimi já é batido e velho, não vem mais ao caso! Tantas outras coisas também são nocivas e ninguém divulga, não preciso saber que o cigarro faz mal, TODO MUNDO JÁ SABE, precisamos de pesquisas sobre os transgênicos que cada vez mais povoam as prateleiras sem ninguém se dar conta, nem informação. Essas pesquisas não são feitas ou divulgadas, porque industrias pagam milhões para que determinadas informações não venham à público. Brincar de Deus é uma coisa séria, um produto modificado geneticamente para ser mais resistente ao clima e as pragas, pode causar câncer assim como o cigarro e você, mané, esta comendo achando que é saudável.
    O cigarro faz muito mal eu sei, fumo porque sou um viciado burro, e todo fumante já o sabe, agora e o resto, será que o que voc ê esta comendo agora nesse exato momento é saudável? Você sabe a procedência? Os vegetais que voce esta comendo são geneticamente modificados? Será que você esta comendo uma bomba relógio programada para te matar em 10 anos e não sabe?
    Pense, questione, divulgue!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...