quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Doe Sangue. A vida de alguém depende de você.

Apesar do avanço da ciência, não existe, ainda, substituto para o sangue humano. Por isso, nas transfusões de sangue, é preciso contar com a solidariedade das pessoas. Seja um doador voluntário. Doar sangue é simples, rápido e seguro.

Campanha de doação de sangue da Fundação Pró-Sangue Hemocentro de São Paulo.
by Roberto M.
Por que é necessário doar sangue? Existe algum risco na doação? Quais são as exigências para poder ser doador de sangue? Como é feita a doação de sangue?
Existem doenças que só podem ser controladas com a transfusão de sangue. Às vezes, em acidentes, a perda de sangue em hemorragias é tão grande, que somente uma transfusão recupera o paciente.
As transfusões são comuns e diárias em todos os hospitais.

E de onde vem o sangue para estas transfusões?
Este sangue só pode ser obtido a partir da doação de pessoas saudáveis.

RISCOS DA DOAÇÃO DE SANGUE

Não existe risco algum nas doações.
São utilizados apenas materiais descartáveis.
A doação de sangue não obriga a outras, ou seja, doar uma vez não significa que precisa doar sempre.
Doar sangue não causa alteração nenhuma no sangue do doador e nem causa prejuízos à sua saúde.

EXIGÊNCIAS PARA SER DOADOR

Apesar de ser um ato muito simples e sem nenhum risco, algumas regrinhas têm de ser cumpridas para que se complete este ato de humanidade.
Essas regras contribuem para que a segurança seja total, tanto para o doador como para o paciente que irá receber o sangue.

Vejam o que é necessário para que se possa ser um doador:

- Ter idade entre 16 e 67 anos, sendo que os menores de 18 anos necessitam de autorização do responsável legal conforme modelo disponível nos hemocentros.

- Pesar mais de 50 quilos.

- Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas antes da doação.

- Não estar em jejum, mas evitar a ingestão de alimentos gordurosos antes da doação.

- Não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação.

- Não estar com febre, gripe ou resfriado (impedimento temporário, aguardar sete dias após o desaparecimento dos sintomas).

- Não ter antecedentes de Hepatite viral após os 11 anos de idade (impedimento definitivo).

- Não ter alterações clínicas ou laboratoriais para Hepatite B e C (impedimento definitivo).

- Não ter alterações clínicas ou laboratoriais para HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana), HTLV (Vírus Linfotrópico da Célula Humana) ou Doença de Chagas (impedimento definitivo).

- Não ter tido malária (impedimento definitivo).

- Não ter se exposto a situações de risco para doenças transmissíveis, tais como: múltiplos parceiros sexuais, uso de drogas ilícitas injetáveis, relação sexual com parceiro não habitual sem o uso de preservativos (impedimento temporário, aguardar 12 meses após o ato).

PROCEDIMENTO NA HORA DA DOAÇÃO

Sempre levar um documento oficial com foto e fornecer o endereço completo, inclusive o CEP.
Antes da doação o doador será submetido a algumas verificações. Serão verificadas a pressão arterial, a temperatura e a pulsação. Será realizado também um teste para anemia e uma entrevista para avaliação final da real condição do doador. Seja honesto na entrevista, honestidade também salva vidas.

Após esses procedimentos iniciais será feita a coleta do sangue. Todo o processo da doação de sangue dura menos de uma hora.
Os resultados dos testes executados serão enviados ao endereço do doador, pelo correio, alguns dias depois da doação.

FREQUÊNCIA DAS DOAÇÕES

Como já dito acima, uma doação não obriga a outras, mas quem realmente quiser contribuir para salvar vidas constantemente poderá doar sangue de tempos em tempos seguindo os seguintes intervalos:

- Homens: a cada 60 dias, até quatro doações por ano.
- Mulheres: a cada 90 dias, até três doações por ano.

Torne-se um doador voluntário, é simples para você, mas para quem recebe vale a vida.
Para complementar estas informações entre no site da Fundação Pró-Sangue.
Fonte: – Site Fundação Pró-Sangue/Hemocentro de São Paulo – Hospital das Clínicas - USP
           - Folder de divulgação do hemocentro do Hospital São Paulo - UNIFESP

Artigos Recomendados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...