quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Mulher que fuma e toma anticoncepcional tem maior risco de desenvolver trombose.

Anticoncepcional associado ao cigarro aumenta risco de trombose em mulheres. A trombose venosa profunda ocorre quando há formação de um coágulo sanguíneo em uma veia do interior de nosso corpo, dentro dos músculos das pernas, por exemplo.

Pílula anticoncepcional aliada ao fumo aumenta risco de trombose nas mulheres.
by Roberto M.
Quando sofremos um ferimento e o sangue começa a escorrer, o organismo logo reage e, através de um sistema de coagulação muito eficaz, a hemorragia é detida.
Como podemos ver no artigo “A coagulação do Sangue. Defesa natural do organismo contra hemorragias“, as plaquetas são as principais responsáveis por esse processo, ao formar os trombos (coágulos) que bloqueiam o sangramento.

Após algum tempo, esses trombos são dissolvidos, o vaso danificado é recanalizado e a circulação volta ao normal.
Entretanto, há pessoas que, por vários motivos e distúrbios, são capazes de formar trombos (coágulos) em locais que não houve sangramento. Eles são formados dentro de um vaso sanguíneo (veia ou artéria) e podem impedir ou interromper o fluxo sangue.

Às vezes, por ter uma estrutura sólida e amolecida, fragmentos desses trombos podem se desprender do local em que se formaram e seguir pela circulação venosa, indo atingir os pulmões e provocando a chamada embolia pulmonar, doença grave que pode levar à morte.

FATORES DE RISCO

Existem vários fatores que contribuem para a tendência de formação de coágulos dentro do sistema vascular: predisposição genética, colesterol elevado, idade avançada, obesidade, falta de movimentação, etc.

Dentre os fatores de risco, também são listados o uso de anticoncepcionais e o tabagismo.
Quando esses dois fatores estiverem associados à mesma pessoa, o risco de uma trombose pode aumentar enormemente. É o que demonstra um estudo realizado no Hospital de Transplantes do Estado de São Paulo (antigo Hospital Brigadeiro), pertencente à Secretaria Estadual da Saúde.

PESQUISA

Levantamento realizado no ambulatório de trombofilia desse hospital mostra que o uso de pílula anticoncepcional, associado ao hábito de fumar, pode elevar expressivamente as chances das mulheres desenvolverem trombose.
O estudo foi elaborado com base nos atendimentos ambulatoriais de 2011e abrangeu o acompanhamento de 400 mulheres com idade entre 20 e 45 anos que eram portadoras de trombose venosa profunda.

Desse total, 180 mulheres (45%) fumavam e também usavam o método contraceptivo.
Das 220 pacientes restantes, constatou-se que 23 mulheres (6% aproximadamente) não faziam uso de nenhuma destas substâncias.
As demais 197 usuárias que desenvolveram o problema apresentavam, ainda, outros fatores de risco, mas também já haviam tido contato com o fumo e a pílula anticoncepcional em algum momento.

COMENTÁRIOS E RECOMENDAÇÕES

Os hormônios dos anticoncepcionais, como o estrógeno e a progesterona, alteram a circulação e aumentam os fatores de coagulação do sangue. Por isso as chances de desenvolvimento de coágulos nestas veias profundas são maiores.

“Este efeito colateral da pílula é informado na bula do medicamento, mas nem sempre as mulheres são bem orientadas pelos especialistas. A combinação do uso do anticoncepcional com o cigarro, ou mesmo a um dos fatores de risco para trombose funciona como uma bomba para o organismo. É extremamente importante que o médico conheça bem a história de sua paciente antes de receitar qualquer tipo de medicação, além de acompanhar de perto o tratamento”, ressalta Denise Zahr, médica hematologista do hospital.

“Somente especialistas podem indicar o melhor método de prevenção para cada mulher, conforme sua idade, histórico familiar e condição financeira. Caso haja necessidade, outros métodos contraceptivos devem ser utilizados, como o DIU (dispositivo intrauterino) ou os preservativos, que além de tudo impedem o contato com as doenças sexualmente transmissíveis”.

“Realizar caminhadas e exercícios físicos regularmente, consumir uma dieta equilibrada, evitar a automedicação e abandonar o cigarro, são maneiras seguras de evitar a trombose”, finaliza a especialista.
Imagem: cortesia de Salvatore Vuono em FreeDigitalPhotos.net

Artigos Recomendados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...