sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Iogurte, um derivado do leite que traz muitos benefícios ao organismo.

Iogurte é um derivado do leite, coagulado a frio, obtido através da ação de lactobacilos, no qual podem ser adicionadas frutas ou outros ingredientes permitidos pela vigilância sanitária.Conheça seus benefícios.

O iogurte é um derivado do leite.
by Telma M.
A partir do leite com 3% de gordura é possível obter-se diferentes derivados. 
Dá para fazer leite em pó, queijo, iogurte, coalhada, manteiga, creme de leite.
O Iogurte é o requinte do aproveitamento do leite. 
Era considerado supérfluo antigamente, mas agora o consumo, a qualidade e as variedades aumentaram. Descobriu-se sua excelente qualidade.


É um produto láctico, coagulado a frio, obtido através da ação de lactobacilos, no qual podem ser adicionadas frutas ou outros ingredientes permitidos pela vigilância sanitária. Iogurte é a coagulação das proteínas não solúveis em água. Elas estão dispersas na parte gordurosa do leite.

Tecnicamente, na indústria, esse derivado do leite é obtido pela fermentação simbiótica de Streptococus thermophilus com Lactobacillus bulgaricus, ou Lactobacillus acidóphilus com bifidobactérias com Streptococus thermóphilus.
Mas, o importante de tudo isso, é que haja produção de ácido láctico a partir da lactose, o que confere a acidez característica.
O iogurte contém micro-organismos vivos, com acidez maior que o leite e tem vida de prateleira maior do que este, por volta de 30 dias, sob refrigeração.

HISTÓRICO DO IOGURTE

Há vários séculos, o iogurte era usado por búlgaros, mas foi em Madri, Espanha, que surgiu a primeira fábrica, muito primitiva, em 1922. 
Somente 20 anos mais tarde, por volta de 1942, surgiu, nos EUA, a Danone.
Uma curiosidade: Dan (de Daniel Carraso, filho do primeiro dono da fábrica) e One (porque foi a primeira indústria de iogurtes).
Na Ásia e Europa (Irlanda) é onde ocorre maior consumo. No Brasil foi a partir de 1970 que começou o consumo em grande quantidade, isso devido à adição de frutas. Morango é o mais popular.

TIPOS DE IOGURTE

Há diferentes tipos de iogurte.
Iogurte Natural - fermenta dentro da embalagem.
Iogurte Batido, ou tipo suíço - Feito em grandes fermentadores, depois é bombeado e acrescentado frutas. As frutas ficam meio separadas, faz-se a mistura dentro do pote.
Iogurte Sundae - A base fica no fundo do pote e o iogurte sem açúcar na parte superior, mistura-se no momento do consumo.
Iogurte Líquido – Batido, pronto para beber.

Cada um com sua linha de fabricação, mas a forma de preparo é geral para todos. O pré-tratamento do leite e a cultura láctea (iniciada através de coalhos e fermentos coagulantes), é que dão a característica ao iogurte.

DIGESTIBILIDADE DO IOGURTE

A digestão do iogurte é mais fácil que a do leite, pois uma parte das proteínas já está parcialmente digerida. A própria acidez facilita a digestão e estimula a produção das glândulas salivares.

Outro detalhe interessante é que 50% da lactose está sob a forma de ácido láctico, que é mais facilmente digerido que a lactose, além de ajudar na retenção do cálcio no intestino, facilitando a digestão da caseína, proteína em maior quantidade do leite.
E tem mais, o Streptococus quando morre, sofre ação de sais biliares no duodeno, aumentando a acidez do tubo gastro intestinal, o que facilita mais a digestão.

BENEFÍCIOS DO IOGURTE

Alguns micro-organismos do iogurte (como o Lactobacillus bulgaricus), por produzirem antibióticos naturais, protegem nosso corpo contra Salmonella, Shiguelle, Pseudomonas, E.coli, (que podem causar diarreias).
O iogurte tem um efeito secundário super-saudável que é a inibição da síntese de colesterol. Não é excelente? Quem tem colesterol elevado pode e deve consumir iogurte.

O iogurte reduz as alergias às proteínas do leite e à lactose. Possui um efeito anti-câncer, não muito grande, porém observado. Está ligado à longevidade, conforme alguns relatos.
O iogurte não é pasteurizado, pois deixaria de ser iogurte e seria leite fermentado, uma vez que a pasteurização mata os micro-organismos responsáveis por sua produção.

Artigos Recomendados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...