sexta-feira, 22 de março de 2013

Blastomicose: Micose profunda que afeta os pulmões.

A blastomicose é, principalmente, uma afecção pulmonar causada pelo fungo Blastomyces dermatitidis e também conhecida por blastomicose norte-americana, doença de Chicago ou doença de Gilchrist.

Blastomicose, micose profunda que afeta os pulmões.
by Roberto M.
O que é blastomicose? Quais os sintomas da blastomicose? Blastomicose tem cura?
Basicamente, a blastomicose é uma micose profunda, causada por fungos, que afeta os pulmões.
As micoses podem ser divididas em superficiais e profundas.  As micoses superficiais são aquelas em que o fungo se localiza sobre a pele ou em redor dos pelos, ou penetra apenas na camada externa da epiderme ou nas raízes dos pelos e nas unhas.

Nas micoses profundas, os parasitas podem infectar a pele e órgãos internos como pulmões, ossos e outros.
A blastomicose é, principalmente, uma afecção pulmonar, mas pode estender-se a outras zonas do corpo através da corrente sanguínea.
É uma infecção causada pelo fungo Blastomyces dermatitidis e também conhecida por blastomicose norte-americana, doença de Chicago ou doença de Gilchrist.

Os esporos de Blastomyces provavelmente penetram através das vias respiratórias quando são inalados.
A maioria destas infecções ocorre nos Estados Unidos e em zonas muito dispersas de África. Os homens entre 20 e 40 anos de idade são habitualmente os mais afetados.

SINTOMAS

Os primeiros sintomas da blastomicose dos pulmões são febre, calafrios e sudação profusa. Em seguida, podem associar-se tosse (acompanhada ou não por expectoração), dor no peito e dificuldade de respirar.
Normalmente, a infecção pulmonar vai piorando lentamente, mas há vezes em que ela melhora sem tratamento.

Quando há disseminação da blastomicose, muitas áreas do corpo podem ser afetadas.
São comuns as infecções cutâneas sob a forma de pápulas (pequenas protuberâncias) que podem ser pustulosas (conter pus – papulopústulas).
As pápulas e as papulopústulas duram pouco tempo e disseminam-se lentamente. Depois, algumas placas verrugosas, rodeadas de minúsculos abcessos indolores, surgem na pele.
É possível que apareça tumefações dolorosas nos ossos e os homens podem apresentar infecção na próstata (prostatite) ou edema doloroso do epdímio (cordão ligado aos testículos).

DIAGNÓSTICO

O diagnóstico da blastomicose é estabelecido através de exames, ao microscópio, de amostras dos fluídos corpóreos (escarro, expectoração) ou do tecido infectado da pele.
Se se encontram fungos, pode cultivar-se a amostra e analisá-la para confirmar o diagnóstico.

TRATAMENTO

Depois de diagnosticada, a blastomicose é tratada através da administração de fármacos antifúngicos, tipo anfotericina B (endovenosa) ou derivados de azol (itraconazol, cetoconazol – oral).
Iniciado o tratamento, o paciente tem melhoras sensíveis ao cabo de uma semana e o fungo desaparece rapidamente.
Na ausência de tratamento, a doença evolui, a infecção piora lentamente e pode levar à morte.

BLASTOMICOSE SUL AMERICANA

A blastomicose sul americana ou paracoccidioidomicose, também conhecida por Doença de Lutz-Splendore-Almeida é uma doença pulmonar causada pelo fungo Paracoccidioides brasiliensis que tratarei em outro artigo.

Artigos Recomendados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...