sexta-feira, 31 de outubro de 2014

O diagnóstico da Demência. Como se faz a qualificação de uma doença mental.

O que é um diagnóstico de demência. Leia o que os médicos procuram quando estão diagnosticando eventuais casos de demência.

O que o médico faz para diagnosticar um quadro de dem~encia.
by Roberto M.
Se você está preocupado com os lapsos de sua memória ou, até, acha que está caminhando para um quadro de demência, o melhor que tem a fazer é procurar o seu médico.
Se a sua preocupação é com outra pessoa, incentive-a a fazer uma consulta médica.
O simples fato de esquecer coisas não significa a presença de algum tipo de demência. Há muitas coisas do cotidiano que causam problemas na memória.
 
A depressão, o estresse, efeitos secundários de algumas drogas e vários outros problemas de saúde são “experts” em afetar nossa velocidade de raciocínio.
Um bom médico será capaz de, através de verificações e questionamentos muito simples, descartar qualquer problema mais grave ou encaminhá-lo para especialistas para a realização de exames complementares.
Um diagnóstico de demência afeta tanto a pessoa acometida pela doença como as pessoas próximas a ela.

Um diagnóstico precoce é muito importante. Tanto para melhoria das chances de um melhor preparo e planejamento para a vida futura, quanto para o recebimento de algum tipo de tratamento que possa ser possível.
Com tratamento e apoio, muitas pessoas serão capazes de levar uma vida ativa e satisfatória, mesmo sendo portadoras de algum quadro de demência.

O QUE ESPERAR QUANDO VOCÊ CONSULTA UM MÉDICO SOBRE DEMÊNCIA

Em primeiro lugar, o médico irá perguntar sobre seus sintomas e outros aspectos de sua saúde, além de fazer alguns exames físicos superficiais.
Ele deverá fazer a solicitação de alguns exames de sangue e perguntará sobre qualquer medicação que esteja tomando, uma vez que há medicamentos que podem causar, como efeitos colaterais, sintomas semelhantes à demência.
Talvez ele faça alguns testes e perguntas de raciocínio mental para medir eventuais problemas de memória e a sua capacidade de pensar com clareza.

ENCAMINHAMENTO PARA UM ESPECIALISTA

A demência pode ser difícil de diagnosticar, especialmente se os sintomas são apenas leves.
Se o médico não tem certeza sobre o diagnóstico, com certeza, ele irá encaminhá-lo para um especialista, como um neurologista (especialista no tratamento de condições que afetam o cérebro e o sistema nervoso), um geriatra (médico de cuidados a idosos) ou um psiquiatra com experiência no tratamento de demência (médico que cuida das doenças da mente).
Às vezes, é necessária a presença de uma equipe multifuncional, com vários médicos de especialidades diferentes.

Vários testes serão organizados, incluindo exames de mapeamento cerebral como, tomografia computadorizada ou, de preferência, ressonância magnética.
Se, mesmo assim, o diagnóstico não for conclusivo, poderá haver a necessidade de mais exames cerebrais, tais como, uma punção lombar para medir os níveis de certas proteínas no líquido da medula espinhal ou, raramente, uma operação para remover uma pequena amostra de tecido cerebral para testes.

No próximo artigo falarei mais sobre alguns testes que são utilizados para diagnosticar a demência. Acompanhem.
Fonte: Diagnóstico da Demência – NHS Choices
Image courtesy of khunaspix at FreeDigitalPhotos.net

Artigos Recomendados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...