sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Quais são os Sinais e os Sintomas mais comuns do Diabetes do Tipo 1

Embora a maioria das pessoas com diabetes tipo I sejam diagnosticadas na infância e início da idade adulta, os sintomas são os mesmos em qualquer idade. Conheça os sinais e os sintomas da diabetes do tipo 1.

Ilustração mostrando um texto falando dos Sinais e Sintomas do Diabetes do Tipo I
by Roberto M.
No diabetes do tipo I, o pâncreas não produz a insulina (que é a responsável por controlar a quantidade de glicose no sangue) pois suas células sofrem de destruição autoimune. 
O diabetes tipo I ocorre em cerca de 5 a 10% dos pacientes com diabetes.
Hoje vamos falar um pouco mais sobre os sintomas do diabetes do tipo I.

Os sintomas do diabetes do tipo 1 podem desenvolver-se muito rapidamente (ao longo de alguns dias ou semanas), particularmente em crianças.
Em adultos mais velhos, os sintomas muitas vezes podem levar mais tempo para se  desenvolverem (alguns meses).

No entanto, eles devem desaparecer quando se começa a tomar insulina e a condição estiver sob controle.
Estes sintomas ocorrem porque alguma ou toda a glicose ingerida permanece no sangue, e não é utilizada como combustível para a energia das células.

Sinais e Sintomas do Diabetes Tipo I

Os principais sintomas do diabetes do tipo I são:

- sentir muita sede
- urinar com mais frequência do que o habitual, especialmente à noite
- sentir muito cansaço
- perda de peso e perda de massa muscular
- coceira na área genital, ou regulares crises de candidíase (uma infecção por fungos
- visão turva
- cicatrização lenta de cortes e arranhões

Vômitos ou respiração ofegante com falta de ar também podem ocorrer numa fase posterior. Este é um sinal perigoso e requer internação imediata para tratamento.

Consulte o seu médico se você acha que pode ter diabetes.

Quando procurar assistência médica com urgência

O paciente já diagnosticado com diabetes tipo 1 deverá procurar assistência médica com uma certa urgência caso desenvolva:

- perda de apetite
- náuseas ou vômitos
- febre alta
- dor de estômago
- hálito frutado (cheiro de esmalte de unha que o próprio paciente não sente, mas outros sim)

Hipoglicemia (baixa da glicemia)

Nos diabéticos, os níveis de glicose no sangue podem tornar-se muito baixo. Isto é conhecido como hipoglicemia e é desencadeada quando a insulina injetada no corpo retira uma quantidade muito elevada de glicose da corrente sanguínea.

Na maioria dos casos, a hipoglicemia ocorre como resultado de uma dose excessiva de insulina, embora ela também possa se desenvolver quando se pula uma refeição, quando se exercita vigorosamente ou quando se bebe álcool com o estômago vazio.
Os sintomas da hipoglicemia incluem:

- sentir-se instável e irritável
- suor excessivo
- formigamento dos lábios
- sensação de fraqueza
- sentir-se confuso
- fome
- náuseas (enjoo)

Uma hipoglicemia pode ser controlada simplesmente ao comer ou beber algo açucarado.
Se não for controlada, uma hipoglicemia pode causar confusão, fala arrastada e eventualmente inconsciência.
Neste caso, será necessária uma injeção de emergência de um hormônio chamado glucagon. Glucagon aumenta a glicose no sangue.

Hiperglicemia (glicemia elevada)

Como as pessoas com diabetes tipo 1 não podem produzir insulina, os seus níveis de glicose no sangue podem tornar-se muito elevado.
Quando os níveis de glicose no sangue tornam-se demasiadamente elevados, tem-se o quadro conhecido como hiperglicemia. Os sintomas de hiperglicemia podem surgir subitamente e incluem:

- sede extrema
- boca seca
- visão embaçada
- sonolência
- necessidade de urinar frequentemente

A hiperglicemia não tratada pode levar à cetoacidose diabética. Esta é uma condição séria onde o corpo usa gordura e músculo como fonte alternativa de energia. Isto leva a um acúmulo de ácidos no sangue, o que pode causar vômitos, desidratação, perda de consciência e até morte.

Artigos Recomendados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...