sexta-feira, 10 de maio de 2013

A taxa de água nos organismos vivos é variável. Fatores dessa variação.

A água é uma das substâncias mais importantes para a vida dos organismos. Ela está presente em todos eles, mas com diferentes taxas. Conheça os fatores que estão relacionados com a variação da taxa de água nos organismos vivos.

Variação da taxa de água nos organismos vivos.
by Roberto M.
Já conhecemos a importância da água para os organismos vivos. Mas, apesar de toda essa importância, sabemos que, mesmo em ambientes secos existe vida.
Entretanto, parece claro que animais e vegetais que vivem em ambientes secos estão sempre ameaçados pelo perigo da desidratação. Isso porque, constantemente, estão perdendo água por evaporação, através de suas superfícies.

Diante disso, parece claro, também, que, para um organismo vivo estar bem adaptado à vida em ambiente seco, algumas adaptações serão necessárias em sua estrutura. Por exemplo: Um tegumento (revestimento externo dos organismos e que lhe dão proteção) impermeabilizado, aparelhos respiratórios internos, etc.

Mas, a proporção de água existente em cada um dos organismos, qualquer que seja o ambiente, não é constante. Há variação da taxa de água.
Veja na tabela abaixo, como exemplo, a quantidade de água (em percentual do peso total) em alguns órgãos humanos:

ORGÃO
QUANTIDADE DE ÁGUA
(% DO PESO TOTAL)
Encéfalo de Embrião
92,0
Músculos
83,4
Cérebro
77,8
Pulmões
70,9
Coração
70,9
Ossos
48,2
Dentina
12,0

Vários fatores estão relacionados com a variação dessa taxa de água:

- A atividade metabólica: geralmente, quanto maior o metabolismo de um tecido, maior a taxa de água nele encontrada. Veja, por exemplo, que nos músculos humanos, que têm uma atividade muito grande, a taxa de água é muito maior que nos dentes, cuja atividade metabólica é muito pequena.

- A idade: normalmente, quanto maior a idade menor a taxa de água. Veja, por exemplo, que o encéfalo do embrião tem 92% de água, enquanto no cérebro de um adulto essa taxa cai para 77,8%. Vale lembrar que contribui para isso a atividade metabólica geral, que nos idosos é menor que nos jovens.

- A espécie: a taxa de água dos organismos varia de acordo com a espécie. A taxa de água da espécie humana, por exemplo, é de 65% em média. Já nas águas-vivas (como bem diz o nome) 98% é água. A matéria viva mais “seca” é retratada nas sementes e esporos de vegetais, que possuem entre 10% e 20% de água. Neles, porém, a atividade metabólica é muito baixa, pois, só terão atividade normal quando houver uma maior disponibilidade de água. Por exemplo, uma semente de feijão só germina se umedecida.

Artigos Recomendados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...