terça-feira, 3 de setembro de 2013

Como lidar com medicamentos nas viagens ao exterior.

Posso tomar meus remédios no estrangeiro? Posso levá-los na viagem? Veja algumas dicas de como proceder para não ter problemas com os medicamentos durante uma viagem ao exterior.

Como proceder para levar medicamentos nas viagens ao exterior.
by Roberto M.
Quem vai fazer uma viagem internacional, e necessita consumir algum tipo de medicamento durante o tempo de ausência do país, tem que se preocupar com uma série de fatores, pois o negócio é mais complexo do que se pode imaginar. Não é simplesmente colocar o remédio dentro da bolsa. Muitas cautelas são necessárias. Os medicamentos, que não por coincidência são chamados “drogas”, são encarados das mais diversas maneiras nas várias partes do mundo.

Primeiramente, é necessário verificar quais as regras que se aplicam relativamente ao consumo do seu medicamento. Tanto para a saída do Brasil como para a entrada no país ao qual você está indo.
É muito importante planejar antecipadamente. Se a sua condição de saúde necessitar a prescrição de alguma medicação, fale com seu médico sobre seus planos de viagem, pelo menos, dois meses antes da data de partida. Ele poderá te ajudar no caso de alguma medida especial ser necessária.

VERIFICANDO O QUE É PERMITIDO

Pesquise e confira as regras para todos os países que você pretende ir. Inclusive aqueles em que você estará só de passagem.
Diferentes países têm diferentes regras e regulamentos sobre:
- Tipos de medicamentos que podem ser consumidos no país;
- Quantidade máxima que você pode portar de determinada espécie de medicamento.

Alguns medicamentos aviados livremente no Brasil podem ser controlados em outros países e vice-versa.
Países como Índia, Paquistão e Turquia, por exemplo, têm uma lista de medicamentos proibidos de entrar no país.
Entre em contato com a embaixada do país que você irá visitar. O site do Itamaraty tem uma lista completa das embaixadas estrangeiras existentes no país ou se preferir a lista completa dos consulados estrangeiros no Brasil. Tudo com telefone e endereço.

VIAJANDO COM SEUS MEDICAMENTOS

Sempre carregue seu medicamento na embalagem original proveniente do laboratório farmacêutico.
Leve o remédio na sua bolsa de mão (segundo os regulamentos da companhia aérea), com uma cópia da receita médica.
Leve uma quantidade extra do medicamento na bagagem de porão, para o caso de extravio da bagagem de mão.

Alguns medicamentos devem ser mantidos à temperatura ambiente (abaixo de 25ºC) ou armazenados na geladeira. Oriente-se com seu farmacêutico sobre como armazenar o medicamento. Por exemplo, para que o remédio seja mantido à temperatura correta, pode ser necessário armazená-lo utilizando-se de garrafa térmica, compressa de gelo, bolsa térmica, etc.

LEVANDO SUAS INFORMAÇÕES DE SAÚDE

É uma boa ideia levar, além da cópia da receita, uma carta do seu médico mostrando:
- seu nome e seu endereço;
- sua data de nascimento;
- datas de partida e regresso;
- nome do país que está visitando;
- detalhes da medicação, incluindo o nome genérico (não apenas o nome comercial);
- o nome da doença ou condição de saúde para a qual o medicamento é necessário.
- a dosagem que deve ser consumida;
- a quantidade total de medicamento que se está transportando.

Além de ajudar a evitar problemas na alfândega, isso vai ser útil no caso de você necessitar de assistência médica durante a viagem.
Dependendo da situação, pode até valer a pena levar todas essas informações traduzidas para a língua do país ou países que você irá visitar.

MEDICAMENTOS CONTROLADOS

Alguns medicamentos podem conter drogas controladas por legislação especial. Isto significa que controles legais extras se aplicam a esses medicamentos.
Você pode precisar de uma licença especial e pessoal para tomar esse medicamento no exterior.

Podem ser aplicados requisitos especiais, também, para o tipo de informações que você deve portar e/ou como você deve transportar seus medicamentos controlados.
Exemplos de medicamentos controlados incluem:
- medicamentos anti-ansiedade conhecidos como bendodiazepines.
- analgésicos fortes, como diamorphine.
- alguns medicamentos que contêm hormônios, tais como os esteroides anabolizantes.

TEMPO DE VIAGEM MAIOR QUE TRÊS MESES

Lembre-se, a menos de medicações como pílulas anticoncepcionais, os médicos não costumam prescrever mais de três meses de medicação ao mesmo tempo. Os pacientes, geralmente, terão que obter novos suprimentos no país em que estiverem hospedados.

Artigos Recomendados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...