sexta-feira, 6 de abril de 2012

O Sangue. Líquido fundamental para a nossa existência.

O sangue e seus elementos: hemácias, leucócitos, plaquetas e plasma. Qual a função e composição de cada um deles.

Bolsa de sangue. O sangue contém hemácias, leucócitos, plaquetas e plasma
by Roberto M.
O que é o sangue? Para que serve o sangue? De que é formado o sangue?
Banhando todas as células, o sangue executa tantas funções que, sem ele, a complexa organização do corpo humano de nada valeria.
Sempre que pensamos em sangue o associamos diretamente à vida, já que perder sangue pode significar a morte.

Ele serve de veículo para levar alimentos, oxigênio e hormônios para todas as células do nosso corpo. Além disso, ao retornar dos tecidos, conduz o gás carbônico, as toxinas e os resíduos das células do corpo, eliminando-os através da respiração, do suor, da urina e das fezes.

Mas não é só para transportar substâncias pelo corpo que o sangue serve. Ele tem outras funções:
- regula a temperatura do corpo distribuindo calor das partes mais quentes para as mais frias;
- contém células que defendem o organismo contra infecções;
- outras que ajudam na coagulação;
e ainda mais, o equilíbrio de distribuição da água e o processo de absorção celular também estão diretamente ligados ao sangue.

ELEMENTOS DO SANGUE

O sangue é formado por células mergulhadas em um líquido. O Plasma.

PLASMA

No plasma encontramos água (cerca de 90%) e várias substâncias dissolvidas: glicose, sais minerais e principalmente proteínas. Cada litro de sangue contém de 60 a 80 gramas de proteína. A maior parte albumina. Em menor proporção estão as globulinas (relacionadas à formação de anticorpos) e o fibrinogênio (fundamental no processo de coagulação). As proteínas controlam a viscosidade do sangue e regulam a osmose.

É pelo plasma que são transportados os nutrientes para as células, os hormônios e a ureia, um produto que será excretado pelos rins.
Dissolvidos no plasma existem também alguns gases, como o oxigênio, o gás carbônico e, principalmente, o nitrogênio.
Várias das funções do sangue são realizadas por suas células.

GLÓBULOS VERMELHOS

Os glóbulos vermelhos, também chamados de hemácias ou eritrócitos, são as células que existem em maior quantidade no sangue.
As hemácias contêm as moléculas de hemoglobina. São elas que determinam a cor do sangue. Quando estão carregadas de oxigênio, resulta na coloração vermelho vivo do sangue arterial. Quando estão cheias de gás carbônico, o sangue se torna mais escuro, é o sangue venoso.

Nos homens, cada milímetro cúbico de sangue contém cerca de 5 a 5,5 milhões de glóbulos vermelhos. Nas mulheres, aproximadamente 4,5 milhões. Considerando-se que um indivíduo adulto possui mais ou menos 5,5 litros de sangue, podemos deduzir que o número total de hemácias no organismo é da ordem de 300 bilhões.

GLÓBULOS BRANCOS

Os glóbulos brancos, também chamados leucócitos, podem ser distinguidos em cinco variedades: neutrófilos, eosinófilos, basófilos, linfócitos e monócitos.
O número de glóbulos brancos no organismo é muito menor do que de vermelhos.
Os leucócitos defendem o organismo. Eles se encarregam de debelar qualquer ataque de corpos estranhos. Atacam e destroem bactérias, vírus e outros micróbios.
Além disso, produzem os anticorpos: a histamina (reações alérgicas), a heparina (substância anticoagulante), etc.

PLAQUETAS

As plaquetas é outro elemento de importância fundamental no sangue. Elas ajudam a interromper o sangramento quando um vaso é danificado.
É devido a elas que se dá a coagulação sanguínea, evitando a perda continuada de sangue, quando o rompimento ocorre em um vaso pequeno.
As plaquetas não são células, mas apenas fragmentos de megacariócitos (células especiais da medula óssea).
Se não existissem esses elementos no sangue, qualquer pequeno ferimento sangraria até que o sangue se esgotasse.

CONCLUSÃO

Hemácias, leucócitos e plaquetas são chamados, em conjunto, de elementos figurados do sangue.
O plasma representa cerca de 55% do sangue, os glóbulos vermelhos 44%. O outro 1% fica por conta dos glóbulos brancos e plaquetas.
Bibliografia: 1) Enciclopédia Medicina e Saúde – Editora Abril.
                      2) Gewandsznajder, Fernando – Nosso Corpo – Editora Ática.

Artigos Recomendados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...