terça-feira, 28 de maio de 2013

Colesterol: entenda um pouco sobre ele.

Entenda o que é colesterol total e suas frações. Saiba o que é HDL e LDL. Descubra para que serve o colesterol e como funcionam os tais “colesterol ruim” e “colesterol bom”.

Carne, queijo e fritura: produtores de colesterol.
by Roberto M.
O que é colesterol? Quais suas funções? Quais seus benefícios e malefícios?
Normalmente, as pessoas encaram o colesterol unicamente como vilão. Poucos sabem que o colesterol é uma substancia essencial para o organismo.
O colesterol é necessário para a formação e manutenção das membranas celulares, para o metabolismo das vitaminas lipossolúveis, incluindo as vitaminas A, D, E e K.
 
É o principal responsável para o início da síntese da vitamina D e de vários hormônios esteroides. É importantíssimo para os hormônios sexuais, entre eles, a testosterona e a progesterona. É de vital importância para a função de todas as células; sem ele não viveríamos.

Entretanto, apesar de tudo isso, o desequilíbrio na produção dessa substância pode trazer sérias implicações para a boa saúde do indivíduo. Os problemas começam a acontecer quando o nível de colesterol plasmático (no sangue) se torna elevado (acima do nível considerado ideal).
O colesterol presente no nosso organismo é originado de duas formas: grande parte é produzida pelo próprio organismo (fígado) e outra parte é adquirida através da alimentação, em particular pelo consumo de alimentos de origem animal como carnes, ovos e leite. Não existe colesterol nos produtos de origem vegetal.

TIPOS DE COLESTEROL

O colesterol é insolúvel em água e, consequentemente, insolúvel no sangue. Para ser transportado através da corrente sanguínea ele liga-se a diversos tipos de lipoproteínas, classificadas de acordo com sua densidade.
As duas principais lipoproteínas ligadas ao transporte de colesterol no sangue são:

1 - lipoproteínas de baixa densidade (Low Density Lipoproteins ou LDL):
Popularmente, são conhecidas como “colesterol ruim” ou “mau colesterol” por serem responsáveis pelo transporte do colesterol do fígado para as células de vários outros tecidos do corpo e por facilitarem a formação de placas de ateroma nas veias e artérias e, com isso, favorecerem o aparecimento de doenças cardiovasculares.

2 - lipoproteínas de alta densidade (High Density Lipoproteins ou HDL):
Popularmente, são conhecidas como “colesterol bom” por terem a capacidade de absorver os cristais de colesterol que estão iniciando sua aderência nos vasos sanguíneos e, com isso, retardarem o processo aterosclerótico (um dos tipos de esclerose arterial ou arteriosclerose).

COLESTEROL TOTAL E FRAÇÕES DO COLESTEROL

Quando se mede o colesterol do plasma, obtém-se o valor do colesterol total.
Nele estão incluídas a fração HDL (High Density Lipoprotein), ou “bom colesterol”, e a fração LDL (Low Density Lipoprotein), ou “mau colesterol”.
O excesso de LDL (“colesterol ruim”) circulando pelos vasos sanguíneos se liga a partículas circulantes no sangue formando as placas ateroscleróticas, que se fixam nas paredes dos vasos podendo obstruir parcial ou totalmente o fluxo de sangue. Isso provoca riscos de acidentes vasculares graves ou fatais, tais como infartos e AVC (acidente vascular cerebral).
Já o HDL (“colesterol bom”) aumentado ou nas faixas superiores do que é considerado normal, acarreta uma ocorrência de doenças cardiovasculares menor. O nível elevado do bom colesterol é um fator de proteção.

Artigos Recomendados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...