quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Tinea Barbae. Uma micose da barba, na face e no pescoço.

Tinea da barba é uma colonização fúngica das áreas de barba do rosto e do pescoço, daí ser restrito aos homens adultos. É uma infecção rara, com inflamação, descamação ou presença de pus nos pelos da barba.

Tinha da Barba ou Tinea Barbae. Micose na face e no pescoço.
by Roberto M.
A tinea barbae, tinea da barba ou tinha da barba é uma infecção superficial, causada por Dermatófitos e que se limita às áreas de barba do rosto e pescoço. As causas mais comuns são o T. mentagrophytes e T. verrucosum.
É também conhecida por “micose da barba”, “prurido da barba”, “sicose tinea” ou “sicose lupoide”.
Ocorre quase que exclusivamente em adolescentes mais velhos e adultos do sexo masculino.


Normalmente é contraída pelo contato com animais e através do uso de aparelhos de barbear contaminados.

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS

As manifestações clínicas da tinea barbae estão relacionadas a causas patogênicas. São identificadas três variedades clínicas da doença:

- Tipo Inflamatório

Tinea da barba com inflamação profunda causada principalmente por dermatófitos zoofílicos (organismos encontrados primariamente em animais e que provocam acentuadas reações inflamatórias nos seres humanos que mantêm contato com gatos, cães, cavalos, aves e outros animais infectados). É a apresentação clínica mais comum.
A maioria dos pacientes apresentam placas ou nódulos solitários, no entanto, são comuns a presença de várias placas.

Normalmente está localizada no queixo, bochechas ou pescoço. O envolvimento da área superior do lábio (bigode) é relativamente raro.
A lesão característica é um nódulo avermelhado inflamado, com pústulas e seios de drenagem na superfície.

Os fios da barba ficam soltos ou quebradiços e a depilação é fácil e indolor.
Massas esbranquiçadas cheias de pus envolvem a raiz do cabelo e do folículo. Ao longo do tempo, a superfície do endurecido nódulo é coberta por exsudações e crosta.
Esta variedade de tinea da barba está, geralmente, associada a sintomas generalizados, como linfadenopatia (gânglios inchados) regional, mal-estar e febre.

- Tipo “Herpes” - Não Inflamatório

Tinea da barba superficial não inflamatória causada por dermatófitos antropofílicos (esses organismos estão restritos a hospedeiros humanos e produzem um suave, inflamação crônica). Esta variedade é menos comum e se assemelha a micoses comuns do corpo.
Tipicamente, manchas eritematosas (avermelhadas) mostram uma ativa borda composta por pápulas (elevações na pele) com vesículas e/ou crostas descamativas. Os pelos estão quebrados próximos à pele ou na ligação com o folículo piloso.

- Tinea da barba sicosiforme

Na variedade sycosiform, pequenas pústulas foliculares são observadas. Os cabelos são quebradiços ou soltos. Essa variedade representa uma variante crônica de tinea da barba e se assemelha à foliculite bacteriana (inflamação dos folículos pilosos por agentes bacterianos).

EVOLUÇÃO DA DOENÇA

A infecção geralmente começa em pequenas áreas, no queixo ou no pescoço, mas em pacientes gravemente afetados, a tinea da barba pode cobrir toda a área, do rosto e do pescoço, que contenha barba, às vezes, resultando em placas verrucosas endurecidas ou nódulos.
A tinha da barba pode ser assintomática, no entanto, um leve prurido é sempre característico.

A resolução espontânea da tinea da barba pode ocorrer, especialmente na variedade inflamatória.
Lupóide sycosis, uma forma profunda de tinea da barba, é assim chamada porque pode se assemelhar ao lupus vulgaris.

TRATAMENTO

Barbear ou depilação são recomendados, com compressas quentes para remover crostas e detritos.
As formulações tópicas com compostos antifúngicos (shampoo, loção, creme) podem ser aplicadas, mas, o efetivo tratamento requer terapia antifúngica oral, específica para o tinea barbae.

Os objetivos da farmacoterapia são para erradicar a infecção, reduzir a morbidade e prevenir complicações.
Procure seu médico para determinar o antifúngico correto a ser utilizado, normalmente a cura se dá em torno de quatro semanas do início da terapia.

Artigos Recomendados:

Um comentário:

  1. Minha medica receitou TROK
    mas comprei pomada,e nao ta melhorando,queria saber c tenho q comprar o creme ou a pomada trok

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...