terça-feira, 24 de maio de 2016

Febre CHIKUNGUNYA. Causas e Características da doença.

Saiba o que é CHIKUNGUNYA. Conheça os Sintomas, Transmissão e Tratamento da FEBRE CHIKUNGUNYA.

Febre Chikungunya, transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti, vetores do vírus CHIKV
by Roberto M.
A febre Chikungunya é uma doença causada por um vírus. O vírus irá infectá-lo se você for mordido por um certo tipo de mosquito.
Geralmente causa uma febre elevada e dores nas articulações.
Na maioria das pessoas, os sintomas irão desaparecer completamente após uma ou duas semanas. Em algumas pessoas, a doença poderá ser mais grave. 
Não há nenhum tratamento específico.


A Chikungunya pode ser evitada tomando-se medidas para evitar as picadas do mosquito.

O QUE É A FEBRE CHIKUNGUNYA?

Febre Chikungunya é uma doença parecida com a dengue, causada pelo vírus CHIKV, da família Togaviridae. O vírus entra no organismo quando se é mordido por um tipo específico de mosquito. O tipo de mosquito que transmite o vírus chikungunya é chamado de mosquito Aedes Aegypti, o mesmo que é capaz de transmitir o vírus da Dengue e o Zika virus e, menos comumente, pelo mosquito Aedes albopictus.

Esses mosquitos tendem a morder durante o dia, em vez de à noite, como é comum acontecer com os pernilongos.
O mosquito adquire o vírus após sua alimentação a partir de picar e sugar o sangue de uma pessoa ou animal que tem a infecção chikungunya e, ao picar uma pessoa sadia, transmite o vírus para ela.

O vírus vai multiplicar-se na corrente sanguínea, fazendo com que o paciente comece a sentir-se mal, geralmente, de 4 a 8 dias após a picada do mosquito infectado.
O vírus irá provocar uma febre muito alta e dores nas articulações. Poderá haver outros sintomas.

QUAL A CAUSA DA CHIKUNGUNYA? COMO SE PEGA A FEBRE CHIGUNGUNYA?

Qualquer pessoa, de qualquer idade, mordida por um mosquito infectado com o vírus chikungunya poderá adquirir a doença. 
No entanto, ela tende a ser mais grave em certos grupos de pessoas. 

Isso inclui:
1- Os recém-nascidos e crianças muito jovens.
2- Pessoas com idade superior a 65 anos.
3- Pessoas debilitadas por outras condições médicas.

Não se pode pegar a febre chikungunya de outra pessoa. Ela é transmitida apenas quando se é picado por um mosquito Aedes que tenha picado outra pessoa ou animal infectado com o vírus.
A exceção a isso são os recém-nascidos que adquirem febre chikungunya logo após o nascimento, quando a mãe já estava previamente infectada. A infecção com febre chikungunya durante a gravidez também pode resultar em infecção e problemas para o desenvolvimento do bebê.

A dissiminação dessa doença não ocorre em qualquer parte do mundo. Ela só ocorre em países onde é quente o suficiente para que o mosquito consiga se desenvolver e sobreviver.
A transmissão da febre chikungunya raramente ocorre em temperaturas abaixo de 16° C, sendo que a mais propícia gira em torno de 30° a 32° C. Isso porque o mosquito somente se desenvolve em áreas tropicais e subtropicais. A fêmea coloca os ovos em condições adequadas (lugar quente e úmido) e em 48 horas o embrião se desenvolve.

Na Inglaterra, por exemplo, não é quente o suficiente para que este tipo de mosquito sobreviva. Então, normalmente, não se pode obter a infecção na Inglaterra. No entanto, se  um inglês viajar para um país onde há um surto de febre chikungunya, poderá adquirir a doença se for mordido por um mosquito infectado.

A INCIDÊNCIA DA FEBRE CHIKUNGUNYA NO MUNDO.

Quão comum é a febre chikungunya? Qual é o histórico da doença?
É muito variável a incidência da febre chikungunya, isso porque ela tende a ocorrer em surtos. Desde que foi relatada pela primeira vez no Caribe e nas Américas, houve mais de 1,2 milhões de casos nessas regiões.

No Reino Unido, por exemplo, é muito rara. A maioria dos casos vieram do Caribe e das Américas. Houve 295 casos notificados em 2014 na Inglaterra, País de Gales e Irlanda do Norte. Todas estas doenças aconteceram em pessoas que tinham viajado ao exterior. A maioria delas tinha ido para o Caribe ou América do Sul. Antes de 2014, os poucos casos que aconteciam no Reino Unido eram em pessoas que tinham contraído o vírus na Índia ou no Sudeste Asiático.

A febre chikungunya teve seu vírus isolado pela primeira vez em 1950, na Tanzânia. 
Os mosquitos transmitiam a doença para africanos abaixo do Saara, mas não existiram surtos antes de junho de 2004. A partir desse ano, a febre chikungunya teve fortes manifestações no Quênia, e dali se espalhou pelas ilhas do Oceano Índico. Entre a primavera de 2004 e o verão de 2006, ocorreram cerca de 500 mil casos.
Do Oceano Índico, a epidemia chegou à Índia em 2006, alastrando-se por 17 dos 28 estados do país, infectando cerca de 1,4 milhão de pessoas nesse ano.

Da Índia, por meio de viajantes infectados, o vírus CHIKV foi propagado para as Ilhas de Andaman e Nicobar, Sri Lanka, Ilhas Maldivas, Singapura, Malásia, Indonésia e numerosos outros países.
Em 2007, quando o vírus foi encontrado no norte da Itália após ser introduzido por um viajante com o vírus advindo da Índia, a preocupação com a propagação do CHIKV atingiu seu pico.

Em 2010, o surto da Índia ainda estava presente, com novos casos aparecendo em áreas não envolvidas no início da fase epidêmica e também continuava em países como Indonésia, Myanmar, Tailândia, Maldivas e reapareceu na Ilha Réunion.
Casos importados também foram identificados no ano de 2010 em Taiwan, França, Estados Unidos e Brasil, trazidos por viajantes advindos, respectivamente, da Indonésia, da Ilha Réunion, da Índia e do sudoeste asiático.

Até 2013, a febre chikungunya foi  um risco apenas em certas partes da África e Ásia. Em 2013, no entanto, casos foram notificados no Caribe, na América do Norte e na America do Sul. Desde então, tem havido surtos em todo o Caribe e nas Américas, com muitos milhares de pessoas adquirindo o vírus.
Isso quer dizer que a febre chikungunya está migrando ao Brasil, onde os mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus têm todas as condições de espalhar esse novo vírus.

QUAIS OS SINTOMAS DA FEBRE CHIKUNGUNYA?

Os sintomas da doença começam, geralmente, de quatro a oito dias depois de o paciente ser mordido pelo mosquito infectado. Eles começam com uma elevação brusca da temperatura corporal (febre elevada) e dores nas articulações.
A doença, apesar de pouco letal, é muito limitante. O paciente tem dificuldade de movimentos e locomoção por causa das articulações inflamadas e doloridas.

As dores nas articulações podem ser muito graves. A palavra "chikungunya" vem de uma palavra Africana (no dialeto Makonde da Tanzânia) que significa "aquele que se dobra". Isso ocorre porque as pessoas com a doença ficam com o corpo dobrado, de tanta dor. Qualquer articulação pode ser afetada, mas mais comumente as articulações das mãos, punhos e tornozelos são as mais dolorosas.

Outros sintomas que podem estar presentes incluem:
1- cansaço.
2- náuseas.
3- erupções cutâneas.
4- dores musculares.

Geralmente os sintomas duram uma ou duas semanas, e depois acabam completamente. Em algumas pessoas, no entanto, as dores articulares podem continuar por semanas ou meses após a infecção desaparecer.
Muito raramente ocorrem sintomas mais graves. Estes são mais prováveis ​​em pessoas mais vulneráveis. Por exemplo, bebês jovens, idosos ou pessoas debilitadas com outras condições médicas podem ser mais propensos aos sintomas mais graves.

Estas complicações mais incomuns incluem:
1- Dores no olho ou perda de visão.
2- Síncopes (convulsões).
3- Sonolência.
4- Infecções em partes do cérebro (meningite ou encefalite).
5- diarréia (fezes aquosas).
6- Problemas respiratórios.
7- Problemas cardíacos.
8- problemas renais.
9- infecção do fígado.

DIAGNÓSTICO DA FEBRE CHIKUNGUNYA

Existem testes para diagnosticar a febre chikungunya?
Um teste de sangue pode ser utilizado para confirmar a existência, no paciente, do virus da Chikungunya. A amostra de sangue pode ser utilizada para verificar se o vírus está presente ou não, ou para verificar a existência de proteínas especiais, chamadas anticorpos, que são produzidos pelo sistema imunológico para combater o vírus quando ele está presente.

COMO TRATAR A CHIKUNGUNYA?

Qual é o tratamento para a febre chikungunya?
Não há medicação específica para atacar o próprio vírus. Normalmente, são receitados medicamentos para combater os sintomas da doença.
O paciente vai ser aconselhado a tomar medicamentos como o paracetamol ou ibuprofeno para ajudar com as dores nas articulações e abaixar a temperatura elevada (febre). Vai ser aconselhado , também, a beber bastante líquido.
Pessoas que apresentarem um quadro muito grave da doença podem precisar de cuidados extras como a necessidade de internação em um hospital.

QUAL É O PROGNÓSTICO PARA A FEBRE CHIKUNGUNYA?

A maioria das pessoas apresenta uma recuperação completa dentro de uma a duas semanas após o início da doença. Em algumas pessoas, entretanto, as dores nas articulações podem durar semanas ou meses.
Muito poucas pessoas têm complicações mais sérias (veja o ítem "sintomas" acima). É raro a morte por febre chikungunya, mas pode acontecer ocasionalmente.

PREVENÇÃO DA CHIKUNGUNYA.

Como posso prevenir a febre chikungunya?
mosquito Aedes Aegypti é o transmissor do vírus e suas larvas nascem e se criam em água parada.
Por isso, evitar esses focos de reprodução é a melhor forma de prevenir a febre chikungunya.

A principal ação recomendada para que o mosquito, vetor do vírus da chikungunya, não se prolifere, é evitar o acúmulo de água parada em todos os locais imagináveis.
Mas, se o mosquito existir, o melhor mesmo é tomar todas as precauções, possíveis, para evitar ser picado por ele.

Por exemplo:
1- Usar repelente de insetos. Aqueles contendo um produto químico chamado N, N-diethylmetatoluamide (DEET) são conhecidos por serem os mais eficazes. Aplicar repelente regularmente e reaplicar após nadar. Se também usar protetor solar, aplique o repelente de insectos após o protetor solar.

2- Dormir em quartos com telas mosquiteiras.

3- A utilização de espirais contra mosquitos pode ser útil.

4- Usar roupas que protegem de picadas, isto é: mangas compridas e calças compridas. Para as áreas afetadas pela febre chikungunya, é necessário esse tipo de roupa mesmo durante o dia. Isso ocorre porque os mosquitos Aedes tendem a morder durante o dia, ao contrário de outros tipos que normalmente morder à noite. Existem alguns insecticidas disponíveis, que pode ser pulverizado sobre a roupa.

5- Não há vacina disponível para prevenir a infecção chikungunya.

Artigos Recomendados:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...